segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Múltipla? Escolha.

Eu acho injusto. Acho injusto o método de avaliação utilizado pra analisar o quanto a pessoa sabe sobre algum conteúdo: as provas. Sei que não sou a única que não é fã de provas, sejam essas as das escolas, dos vestibulares, dos concursos. Mas é a carga que uma prova traz que faz com que sempre exista algum nervosismo. Mesmo aqueles que dizem ficar calmos, como eu mesma costumo dizer, não significa que não haja nervosismo. No fundo, há um medo, um receio, afinal, provas servem para testar seus conhecimentos diante de outros e a maioria tem medo de errar, mesmo o erro sendo a principal marca de um mero mortal.
Essa injustiça é perceptível só pelo fato de depararmos com pessoas muito inteligentes e capazes de muitos feitos que fazem avaliações horrendas. Essas pessoas que não sabem lidar com situações em que estão sob pressão, onde ficam? É, o negócio é trabalhar isso, porque apesar de discordar desse método, tenho que reconhecer que ninguém conseguiu pensar em uma maneira melhor de testar conhecimentos. E essa pessoa que um dia conseguirá, certamente, não serei eu.
Inevitável falar sobre provas quando o foco desse momento na minha vida são os vestibulares. O engraçado que estive percebendo, nesses últimos dias, é que vestibulares nunca são classificatórios, por mais que se diga. Eles são sempre eliminatórios. Os avaliadores não estão nem um pouco preocupados em o quanto a sua resposta foi bem desenvolvida ou escrita e obtendo o conteúdo pedido. Eles querem usar dos mínimos defeitos pra colocar sua nota lá embaixo. Não são as pessoas com as melhores notas que passam nos vestibulares, são aquelas com as notas menos piores. Repare.
Mas temos que nos conformar. Então, escolha sempre fazer uma boa prova, independente da sua situação e do quanto ela valha. Escolha ser diferente, não ser como os outros, e faça do seu jeito e não de qualquer jeito. Mesmo que alguns possam não reconhecer o quanto fizemos, escolha ser dedicado e mostrar o quanto tem capacidade para enfrentar o que for, porque isso é pro nosso ego. Em uma prova de múltipla escolha, o seu 6 pode ser muito mais gratificante pelo seu esforço do que o 9 conquistado através de chutes por outro sujeito. Lá na frente é você quem vai estar na frente.

Viviane Botelho

2 comentários:

  1. Gostei muito desse post, ficou maravilhoso.
    E estou torcendo por você prima (yn)
    Beijos (:

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

O Universo agradece